Relatório destaca que e-varejistas devem considerar acessibilidade

e-varejistas

Relatório Business Insider  Intelligence de 04 de Janeiro de 2018 destacou que os e-varejistas devem considerar acessibilidade em seus sites.

A BI Intelligence consultou a eSSENTIAL Accessibility para demonstrar a importância da acessibilidade web.

Veja, com exclusividade em nosso blog, o conteúdo que os assinantes do relatório receberam:

Os e-varejistas devem considerar sua acessibilidade

Há 63 milhões de pessoas com deficiência na América do Norte, e este grupo representa um poder de compra estimado em USD 200 bilhões, segundo informações repassadas a BI Intelligence pela eSSENTIAL Accessibility, um fornecedor de soluções de acessibilidade digital.

Para atrair esses consumidores, os e-varejistas devem considerá-los imediatamente, já que 54% dos consumidores com deficiência comprariam com mais regularidade e gastariam dinheiro com varejistas que se empenharam se em ser mais acessíveis.

Mas, caso os varejistas não consigam cativar esse público, provavelmente perderão negócios, pois 71% das pessoas com deficiência disseram que abandonariam de um site caso fosse muito difícil de navegar.

Varejistas podem tornar suas experiências digitais acessíveis a consumidores com deficiência por meio de uma variedade de adaptações.

Os consumidores com deficiência podem exigir várias adaptações, pois existem várias deficiências que afetam a capacidade de comprar online.

Problemas de destreza podem exigir métodos de navegação alternativos como interações de voz, enquanto visão limitada pode exigir ampliação, por exemplo.

Existem várias outras alternativas a serem consideradas para tornar a experiência do e-commerce acessível.

Essas adaptações podem exigir alterações fáceis, assim como mudanças de codificação mais sérias, mas serviços como os da eSSENTIAL Accessibility – que fornecem consultoria aos varejistas durante todo o processo, também fornecem feedback dos consumidores e ajuda os varejistas a reformular sua mensagem com relação à acessibilidade, de acordo com Simon Dermer, Diretor Gerente – estão disponíveis para ajudar os varejistas à medida que trabalham para melhorar a acessibilidade.

Varejistas podem se beneficiar com o aumento de sua acessibilidade

Varejistas podem se beneficiar com o aumento de sua acessibilidade, pois as famílias onde há um indivíduo com deficiência são mais leais as marcas do que as família sem um indivíduo com essa condição. 

Isso significa que os varejistas que podem fornecer uma experiência digital acessível e se apresentar como tal, podem criar fidelidade à marca e clientes recorrentes.

Isto é particularmente valioso porque, em 2016, um porcentual estimado de 35% dos domicílios dos EUA tinham uma pessoa com deficiência, o que significa que os varejistas podem atrair uma audiência maciça, incluindo os amigos e famílias das pessoas com deficiência, ao se tornarem mais acessíveis.

Fonte: BI Intelligence 

Para a realidade brasileira, os números também são animadores. De acordo com o IBGE, quase um quarto da população têm algum tipo de deficiência.

As pessoas com deficiência representam um mercado de mais de R$22 bilhões no País.

Além disso, a Lei Nacional de Inclusão, que entrou em vigor 02 de janeiro de 2016, determina que empresas sediadas no Brasil devem oferecer tecnologia assistiva em seus websites.

A eSSENTIAL Accessibility também auxilia organizações a cumprir com as exigências legais voltadas para esta comunidade.

Organizações de renome já oferecem soluções eSSENTIAL Accessibility em seus canais digitais aqui no Brasil.
Quer saber mais?
Fale com a gente: [email protected]
+55 11 3280.1453